Seguidores

8 de julho de 2010

Quer se Livrar de Pessoas Chatas? Veja Como!

Quando fiz a postagem Você Gosta de Incomodar as Pessoas? - Então Veja Estas Dicas (clique para ler), alguns leitores reclamaram dizendo que era muito feio esta coisa de ensinar as pessoas a incomodar as outras. Então para me redimir, resolvi fazer este texto e ensinar como fazer para que você possa se livrar das pessoas "sem noção" que você encontra eventualmente no seu caminho. São dicas fáceis, qualquer um pode usar. Veja:

1. Ande Sempre com um Jornal ou Revista

Quando você sentir que vai ser abordado por alguém em lugares públicos, como filas de banco ou supermercado por exemplo, e não estiver com paciência para conversa fiada, imediatamente faça de conta que está lendo atentamente.

Isso poderá inibir o ímpeto de algumas pessoas que gostam de puxar assunto com estranhos. Mas lamento informar que isso não vai resolver sempre. Tem aqueles que não se preocupam se estão incomodando ou não e nesse caso você será perturbado de qualquer jeito.

Outros até podem se sentir desafiados se observarem que você está só fingindo para evitar a abordagem. Para esses, a tática tem que ser outra.

2. Não Use a Dica Acima em Ônibus

Principalmente se você quiser ler mesmo o jornal ou a revista. Pode até funcionar no sentido de evitar papos bobos, mas você corre o risco de conseguir um outro leitor.

Quando isso me acontece, às vezes fico até constrangida de mudar a página, já que não sei se meu "sócio" terminou a leitura. Este caso é de difícil solução. Ou você não esquenta e compartilha, ou fecha o jornal ostensivamente para ver se o outro se "toca" e depois tenta de novo.

Mas a chance de sucesso é minima no que se refere à privacidade na leitura.

3. Fuja Solenemente dos Tagarelas de Plantão

Quando você percebe aquela pessoa que não cala a boca "um minuto" se aproximando, tente evitar o confronto sempre que possível. Nesses casos é sempre melhor prevenir do que remediar. Caso não consiga, tente responder com monossílabos, pode ser que ela se "toque". Se ainda não resolver veja o que fazer nas próximas dicas e identifique com quem você está lidando.

4. Conversador Detalhista

Você já deve ter observado que algumas pessoas tem pouco poder de síntese. Se resolvem contar alguma coisa, como uma ida até o Centro da Cidade, por exemplo, se estenderão de uma forma enlouquecedora.

Uma dessas pessoas contará quer você queira ou não, quantos passos foram dados até o ônibus, quantas pessoas encontrou no caminho, quantas vezes o ônibus parou, se havia ou não algum conhecido nele, um outro passeio que ela fez ao Centro dez anos antes, e por aí vai.

5. Conversador Centrado Nele Mesmo

Esse é um tipo bem pitoresco. Ele só fala de assuntos que só dizem respeito a ele mesmo, algumas vezes tendo como personagem principal alguém das suas próprias relações.

Se prestar atenção, você ficará sabendo a vida de pessoas que você não conhece e nunca conhecerá e sobre as quais não tem o menor interesse, como o tio do primo da sobrinha dele, só para você ter idéia. E a história não termina nunca...

6. A Boa Notícia

Nestas alturas você deve estar pensando: o que fazer? Não se desespere. O segredo de "conversar" com essas pessoas quando o confronto se torna inevitável, é simplesmente se desligar da narrativa e pensar em outra coisa.

Na maioria das vezes, e você pode até não acreditar, essas pessoas não gostam de conversar. Elas gostam mesmo é de falar. Então não faz diferença para elas se você está prestando atenção ou não.

Você já deve ter notado que com alguns é quase impossível alguém participar da conversa, mesmo que porventura quisesse. Eles não tem o menor interesse em qualquer opinião ou assunto que não seja os deles.

Então fique calmo. Dificilmente você ouvirá alguma pergunta, mas caso isso aconteça basta você dizer que provavelmente eles estão com a razão (provavelmente é bom porque não compromete, já que não seria bom você afirmar ou negar alguma coisa na hipótese de ter conseguido se desligar e não estiver prestando atenção).

Ah, e é conveniente você murmurar  "hum, hum" de vez em quando. Se ficar muito ostensiva a sua distração eles podem se incomodar.

Todas essas dicas tem o objetivo de fazer com que você não se torne nem deselegante, nem desagradável ao tentar interromper ou evitar processos de chatices em andamento ou prestes a iniciar. 

Mas caso você realmente esteja num dia ruim, diga com educação, porém com clareza e firmeza que não está para conversas. E sempre que possível saia de perto, já vi isso não adiantar também. Algumas pessoas são incansáveis quando têm um objetivo.

Eu sei que nesta altura você está pensando: "ninguém merece". Não lhe tiro a razão, mas quero lembrar que essas pessoas que citei não fazem por mal e conheci várias de coração generoso e muito prestativas.

Como todos temos defeitos, "pegue leve" tá?

Mas talvez este texto não seja para você, já que nunca conheceu ninguém assim. Será?

27 comentários:

  1. Olá Denize querida!
    Certamente conheço algumas figurinhas que se enquadram perfeitamente no perfil... :-) rs
    Quando falaste no jornal... lembrei da possibilidade de usar um fone de ouvidos de um mp3 player... Não precisa nem estar tocando nada... rsrs... mas já inibe e dá para fingir que não ouviu o chato chamar. ;-) rsrs
    Mas o chato que é chato não desiste fácil... rsrs... ele vai te cutucar... bom, nestes casos eu olho para o relógio, digo que tenho um compromisso e que estou atrasado, peço desculpas e vou embora. :-)
    Parabéns pelo texto querida. Ficou ótimo!
    Beijos, Fernandez.

    ResponderExcluir
  2. Ninguém está livre de ser chateado na rua ou mesmo por telefone,o que considero mais aborrecido ainda;ter o ouvido alugado é triste.Imagino que esses tagarelas sem freio não se encontram tanto entre eles e, se o fazem,ninguém merece ficar no meio da vã palestra.

    ResponderExcluir
  3. As dicas são quentes e realmente... como tem gente que precisa de um chega pra lá!

    ResponderExcluir
  4. Olá Denize,

    Tuas dicas são boas, prefiro usar a primeira, toda a vez que tem um tagarela a falar tudo que eu não quero ouvir...

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Oi Fernandez,

    Você sempre me traz excelentes sugestões. Os fones são ótimos, mas já vi gente ficar fazendo sinais na frente dos olhos das pessoas, quando acham que elas não estão ouvindo. E tem até alguns que puxam os fones sem a menor cerimônia...rs.

    Alegar um compromisso é bastante educado, concordo. Mas e numa fila?...rs

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Radi,

    Vã Palestra? Adorei a definição...rs.

    E também não entendo porque "os supostos chatos" nunca conversam entre eles. Talvez porque não suportem gente chata...rs.

    Abs

    Denize

    ResponderExcluir
  7. Oi Sis, tem mesmo, mas como eu disse, também tem gente muito legal que faz estas coisas. Este eu acho que é o defeito delas, e conheços outros defeitos bem piores.

    Mas que algumas vezes dá vontade de fugir, dá mesmo!...rs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Oi Geraldo,

    Eu uso muito esta também, embora nem sempre funcione... Mas no ônibus é triste, o sócio é quase inevitável...rs.

    Abs

    Denize

    ResponderExcluir
  9. Oi, Denize!
    Obrigado pela grata surpresa que me fez ao visitar o meu blog.
    Olhe, eu livro-me de pessoas inconvenientes facilmente. Invento uma desculpa, peço licença e vou saindo sem olhar para trás.
    Muito boas as suas dicas.
    Um abraço.
    João

    ResponderExcluir
  10. Boa noite...
    Muito bom o seu textos, essas suas dicas são úteis... Pq tem muita gente chata por aí! Ai ai... Está de parabens pelo seu blog, já estou seguindo ele!

    ResponderExcluir
  11. Oiii
    Nossa gente chata não dá...
    Já peguei de todo o tipo...no supermercado entao nossaaaaa, o povo só sabe contar de deonça rs
    Adorei a parte em que fica sem jeito de virar a página visto que seu "sócio" não terminou a leitura hahahah !
    No meu caso qdo algém me incomoda muito, meu celular vibra rs ! Mas isso custa a acontecer, porque eu fico com peninha do povo e acabo dando atenção !!!
    Beijooos

    ResponderExcluir
  12. Querida Denize,

    Todo mundo já deve ter encontrado alguém que se enquadre no perfil do chato da sua narrativa. Você concluiu muito bem, quando diz que "eles(as)" não fazem por mal. Eu acho mesmo que deve ser algum gene defeituoso, uma herança genética maldita e por isso não culpo esses tipos de chatos. Faz tempo que eu adotei a estratagema de me desligar do que estão falando e a minha técnica só melhorou com o passar dos anos e idade. Eu digo sempre "pois é" e funciona para quase tudo que está sendo conversado monossilabicamente.

    Grande beijo,
    Herval

    ResponderExcluir
  13. Isso mesmo, ninguem é completamente perfeito. mas acho chato pacas quando alguem conversa e fica cutucando o ombro da gente. Isso irrita.
    ahahahah
    bjs

    P.S: Vamos ter paciência com os chatos. Quem nunca foi chato levanta a mão.

    ResponderExcluir
  14. Olá Dê, minha querida!
    Adorei as dicas e você tem toda a razão quanto aos "chatos" citados. Já passei pela situação de "compartilhar" leitura no ônibus e teve uma vez, inclusive que ofereci a minha revista pra pessoa...e ela aceitou! rsrsrs... A tática da revista ou jornal em filas é ótima mesmo, e quando não tiver, pegue o celular e vasculhe os jogos, as ferramentas, enfim, é uma "grande" ocupação e inibe o chato mesmo. Caso ele não se toque, o "hum, hum" e uma cara de cansaço são infalíveis. Agora, para mim, o que me incomoda muito (e isso tem aos quilos por aí) são as pessoas que só querem falar delas, que só sabem ficar contando as suas proezas, suas vantagens...ou então, são sempre coitadinhas...Essas me irritam absurdamente! Eu tiro sarro e começo a ironizar para que a pessoa se toque e procure outro bobo que caia em seus contos. Enfim, minha amiga, como é chato pessoas sem limites e sem noção, não é mesmo?
    Grande beijo! Me diverti muito lendo esse post!
    Jackie

    ResponderExcluir
  15. Aha... pensou que que não ia aparecer??????? Mas agora que estou de volta e você também não te largo mais....kkkkkkkkkkkk
    Amiga, que saudade de você! E que bom que voltou!
    Adorei seu texto... e olha que conheço uma pessoa da minha familia que junta a falta do poder de síntese com falar só dela mesma....kkkkkkkkk, a técnica que uso é a de desligar e pensar em outras coisa......
    No caso do jornal já passei com um livro.. meu "colega" de assento estava lendo o livro junto comigo.... assim quando cheguei ao final da página, antes de virar, olhei para ele, com a cara mais deslavada do mundo e perguntei: - Já leu tudo? Posso virar a página?
    Amiga... tive que fazer muito esforço pra não cair na gargalhada, pois o cidadão ficou roxo!
    Ainda bem né?! Já pensou se ele me fala: -Só um pouquinho tô no último páragrafo....kkkkkkkkkkkk
    Beijo no coração linda... adorei!

    ResponderExcluir
  16. Oba ai Simmm em..

    pq tem tanta gente chata ?
    rs...
    valeu pela dica!!!

    ResponderExcluir
  17. Denize,
    Você conseguiu expor de forma clara e objetiva todas as maneiras de como nos livrarmos de pessoas chatas, e olha que eu já passei por algumas das dituações que você citou.
    Acredito que a situação que mais incomoda é quando você está lendo algo e tem um outro leitor ao seu lado, pois como você mesma falou, nunca sabemos se podemos virar a página... rs
    Parabéns pela brilhante postagem.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  18. Oi João,

    Como eu sempre disse, é muito difícil os amigos que gosto se livrarem de mim. Estava com saudades de você e das suas poesias.

    Quanto ao texto, sua tática é ótima. Também acho que devemos evitar o confronto sempre que possível. Mas às vezes não tem como. Numa fila, por exemplo...

    Adorei ver você aqui...

    Grande Abraço

    Denize

    ResponderExcluir
  19. Oi Preguiçoso,

    Realmente, tem algumas pessoas com esse pequeno problema de chatice por aí... Mas conheço defeitos bem mais graves que esse...

    Obrigada pelo elogio e por seguir...

    Abs

    Denize

    ResponderExcluir
  20. Oi Ana! Você destacou uma coisa que é verdade: tem aqueles cujo assunto preferido é doença mesmo. E se você se descuidar e dizer que está com algum problema de saúde eles logo contarão uma longa história de alguém que teve o mesmo problema...

    Eu também me esforço para dar atenção. Às vezes isso é um sinal claro de "solidão", a pessoa não tem ninguém com quem falar mesmo.

    Mas confesso que quando o assunto se torna verdadeiramente um monólogo, acabo me distraindo e pensando em outra coisa, não tem jeito...

    Essa do jornal é triste, né?...rs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Mas Herval, este texto foi inspirado na Autora. Ela já melhorou bastante, pelo menos agora consegue perceber quando "a vítima" não está nem um pouco interessada na sua conversa fiada antes que ela desmaie...rs.

    Mas gene defeituoso? Herança genética? Não tinha pensado por este ângulo, agora fiquei preocupada...rs.

    "Pois é" funciona bem mesmo. Já pude verificar isso...

    Bjs

    ResponderExcluir
  22. rsrsrs

    Diego, você tem toda a razão, isso é irritante mesmo. Eu procuro me manter a uma distância "segura" de quem tem esse hábito...

    E eu jamais vou poder levantar a mão, infelizmente. Você percebeu com que convicção eu fiz este texto? Acho que pensei o tempo todo no que eu faria se quisesse fugir "de mim"...rsrs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Oi Jackie, quer dizer que você ofereceu a revista e a pessoa aceitou? Adorei isso!...rsrs. Algumas pessoas se superam mesmo!

    E você lembrou bem, têm assuntos terríveis. Mas penso que quem conta "vantagens" o tempo todo tem sérios problemas de insegurança e a que se faz de vítima está com uma carência afetiva enorme.

    Esses papos geralmente são monólogos e por mais paciência que a gente queira ter, nem sempre é fácil.

    Mas continuo dizendo que não fazem isso por mal...

    Bjs

    ResponderExcluir
  24. Oi Valéria, só agora consegui te responder aqui. Que legal que retornaste também. Saudades imensas. Essa coisa da falta de tempo...

    Mas adorei a sua pergunta, às vezes acho que as pessoas realmente não notam que o dono do livro reconhece o "sócio"...rsrs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  25. Oi Mendesites,

    Não tenho resposta para a sua pergunta...rsrs.

    Obrigada por participar aqui.

    Abs

    Denize

    ResponderExcluir
  26. Oi Estela, acho que todos nós nos deparamos com situações como essas... Pelo que vi pelos comentários aqui, não estou sozinha...rs.

    Mas essa da leitura chega a ser engraçada... Muitas vezes eu chego a esperar um pouco para dar um tempinho para o meu "śocio" terminar de ler a página com calma...rs.

    Bjs

    ResponderExcluir
  27. "já vi isso não adiantar também. Algumas pessoas são incansáveis quando têm um objetivo."

    Passo por isso no trabalho. Não adianta não olhar a pessoa, pegar o celukat, dizer que o assunto não me interessa...o chato senta bem atrás de mim e é tremendamente resistente.

    ResponderExcluir

Sua opinião é muito importante e esse espaço é seu. Aqui você pode concordar, discordar, ensinar, enfim, passar a sua visão e experiência de vida. E sempre procuro responder a todos.

Só tem um detalhe: comentários agressivos e com palavrões não serão publicados, porque vão de encontro à proposta deste blog, que é contribuir ainda que modestamente, para a Paz e Harmonia.

Desde já agradeço a atenção.